Central da HQ – O verdadeiro amor do Aranha

Gwen Stacy e Homem-Aranha nos quadrinhos

A coluna Central da HQ é escrita pelo jornalista Fernando Pagliarini todas as quartas-feiras. Fale com ele: fernando.hellscream@gmail.com

*

Como muitos de vocês sabem, a franquia de filmes do Homem-Aranha foi reiniciada. Sam Raimi, diretor da trilogia anterior não teve seu projeto do quarto filme da franquia aceito e os executivos da Columbia resolveram passar o bastão para a mão de Marc Webb, que dirigiu o novo filme lançado neste ano místico de 2012. Mas não é exatamente sobre os filmes que vamos tratar aqui na minha primeira coluna no Indcom (olha que honra!).

Alguns de vocês perceberam, não houve a presença da bela e famosa Mary Jane no novo filme e sim, da também bela, Gwen Stacy. Sim, Gwen Stacy, filha do controlador e conservador Capitão da polícia George Stacy e primeiro amor e, talvez, o único amor de Peter. Sim, isso mesmo, primeiro amor – apesar de que a sua primeira aparição nos quadrinhos (edição #31, dezembro de 1965) tenha sido algumas edições depois da primeira aparição de Mary Jane (edição #25, junho de 1965), que até então era apenas a vizinha que a Tia May tentava “empurrar” para Peter.

Gwen e Peter estudavam juntos na universidade e os dois sempre tiveram muita atração um pelo outro, ainda que a relação entre os dois fosse bem conturbada pelo orgulho da loira, que foi ferido quando Peter se ausentou para cuidar da Tia May no hospital, e namorou até Harry Osbourne, melhor amigo de Peter e que também namoraria Mary Jane posteriormente.

A prova maior do amor de Peter por Gwen foi quando ele foi atrás da loira na Europa, onde ela tentava se recompor da morte do pai George, que ela atribuía o motivo ao Homem-Aranha. Gwen esperava que Peter a pedisse em casamento, mas a culpa que pairava sobre ele por causa da morte de George o impediu.

Emma Stone como Gwen Stacy no filme “The Amazing Spider-Man”

Mas um dos fatos mais interessantes dessa história toda infelizmente (ou felizmente, para os fãs da ruiva) acontece na morte de Gwen. O Duende Verde sequestrou Gwen para atrair o Aranha, a levando para um prédio – algo um tanto parecido com o que houve no segundo filme da trilogia de Raimi, porém com Mary Jane sofrendo – quando o Duende solta Gwen, aparentemente morta, prédio abaixo. O Aranha ainda tenta salvá-la, conseguindo puxá-la com sua teia, em vão. Porém, o que muitos não sabem, é que o próprio Aranha pode ter matado Gwen sem querer. Sim, sim, sem querer. Como? Ao soltar a teia, que grudou nos pés da Gwen que estaria viva, o impacto causou uma fratura no pescoço da loira. Sim, trágico demais. Ainda que não seja uma teoria confirmada, é bem interessante.

O fato é que todas as adaptações cinematográficas do Homem-Aranha não contam toda a história, infelizmente. Talvez seja por isso que, cada vez mais, as histórias altamente diretas e amarradas feito um cadarço dos filmes de super-heróis atuais esteja fazendo cada vez mais a cabeça do público, já que o herói é quem salva o mundo, não é?

 

 

 

Anúncios